AllexInCasa: pra quem sempre volta pra casa

Just another WordPress.com site

Melrose Place

with 6 comments


Já te contei que só troco o meu cafofo 4×4 em Cerqueira César por um apê no Edifício Bretagne, né? Falem bem ou falem mal, morro de amores pelo prédio e coleciono amigos queridos ali. Mais do que a vizinhança batuta (que além dos camaradas em questão inclui dezenas de jornalistas dos bãos, artistas e intelectuais), curto o life style do prédio, avis-raras de Higienópolis que parece ter vida própria, com aquela estranheza que fascina. Sempre que vou lá boto olho gordo nas dependências sociais: a deusa tocando aquele piano de cauda lindo na sala de música meio kitsch; as amigas torcendo o nariz para os afrescos do lobby; as priminhas correndo pelos jardins babilônicos; meus friends-boêmios fazendo o esquenta da balada na sinuca; um drink gozado no bar do Seu Hilário; os rega-bofes privês… Sem falar no tamanho dos apartamentos, todos imeeeeeeensos, com vista para a copa das árvores e para a algazarra das jandaias (para mim são periquitos, ararinhas, mini-papagaios ou coisa que o valha, mas um amigo carioca que habita o local insiste em chamar as aves assim).


Enfim, enquanto não arranjo um canto lá (tô na fila há um tempão), vou sonhando com o CEP e temendo por uma nova inflação no aluguel depois deste lançamento da editora Senac (www.editorasenac.com.br), que coloca seu autor (de nome quase tão esquisito quanto os edifícios que ergueu) nas alturas: Artacho Jurado – Arquitetura Proibida, de Ruy Eduardo Debs Franco, lançado no começo da semana na Saraiva do Shopping Pátio Paulista, em São Paulo.
Como outras obras polêmicas do empreiteiro (que nem arquiteto foi, o que não compromete sua genialidade em absolutamente nada), o Bretagne foi espezinhado por uns e amado por outros tantos. Em 1958, a revista Acrópole, no artigo assinado por Eduardo Corona, Jurado e seu Bretagne foram descrito assim: “Autor de aberrações arquitetônicas, erradas de cima a baixo. Seria um deboche gostar de tal obra”.
Nosso mestre-mor Ignácio de Loyola Brandão (que, diga-se de passagem, aparece na página 220 do livro), me contou que as obras de Artacho provocavam muito mais admiração do que controvérsia, citando os “grupos que se organizavam aos domingos para visitar obras como o edifício Cinderela, em Higienópolis”. Loyola tá escrevendo um artigão a respeito, que você confere logo mais na Casa Vogue de julho.
Com ou sem alta do aluguel, o tal livro é obrigatório, assim como a diversidade estética numa paisagem tão chapada pelo urbanismo, como é Sampa. Viva Artacho!

Anúncios

Written by AllexInCasa

maio 23, 2008 às 1:34 am

Publicado em Sem categoria

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Tb adeoro o Bretanhe. Morra de inveja: moro nele. mas vc é bem-vindo no meu apto… abs.

    😉

    Val

    maio 23, 2008 at 12:59 pm

  2. O Bretanhe é o máximo…..estudei no Rio Branco e vivia lá……no bar….namorando…..hahahahahaha
    Bjs
    Denise

    Denise

    maio 23, 2008 at 5:29 pm

  3. Oi querido,
    Esse da capa do livro é em Santos, né? Eu sempre pirei nesse prédio, desde criança, e nem fazia idéia do que se tratava…mas é meio lúdico, meio fantasia, não? E acho que é por isso que também me sinto em casa quando passo pelo Cinderela ou pelo Pq das Hortências.
    Bjos

    Maíra Goldschmidt

    maio 23, 2008 at 8:36 pm

  4. Olá, não conhecia seu blog e amei! Lí todo de uma vez só e curtí bastante. Parabéns!!!

    Gisely Chessed

    maio 26, 2008 at 10:23 am

  5. Gostaria de conhecer este prédio e um apartamento dos grandes. Será que tem algum para vender?

    agnaldo

    julho 7, 2009 at 11:32 am

  6. Oi Allex! Td bm? Pois é meu caro, morar neste prédio é um privilégio! Eu sou um dos apaixonados por esta construção – que é uma verdadeira declaração de amor à arquitetura – e por sorte, eu moro no Bretagne! [qualquer dia eu te conto “a saga” que foi p/eu conseguir o meu apê aqui… mas valeu!!!] Amigo, qdo quiser venha nos visitar, ok? É sério!!! Em tempo: O seu blog é incrível, muito bom!! Um gde abraço.

    Mario Moreira

    junho 7, 2010 at 10:20 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: