AllexInCasa: pra quem sempre volta pra casa

Just another WordPress.com site

Tem Brasil na Bienal?

with 3 comments

Então, segundo reportagem by Mario Gioia, veiculada na Folha de São Paulo de 15/09, tem sim senhor, mesmo que an passant, aos trancos e barrancos. Olha o texto: “Com reduzida verba dada pela Fundação Bienal, ‘Não-Arquiteto’, título da representação brasileira em Veneza, baseia-se em 85 depoimentos de variadas fontes e sua relação com a arquitetura, com a cidade e com o morar, compiladas em um catálogo. O discreto espaço teria mais duas obras, de Lucia Koch e de Marcelo Cidade, mas não houve dinheiro para isso… Também faltaram catálogos e a solução encontrada foi dar CDs da publicação aos interessados”.


Por outro lado, sopraram no meu ouvido que o Pavilhão França tá bombando com os arquitetos franco-brasucas da Triptyque (Greg Bousquet, Carolina Bueno, Guillaume Sibaud, Olivier Raffaelli). A atuação dos meninos se encaixa perfeitamente ao tema da Bienal, “Out There: Architectural Beyond Building”. O grande ponto levantado é o de que a arquitetura é muito mais abrangente do que a simples criação de edificíos. Segundo Aaron Betsky, diretor da exposição, a “arquitetura é algo a mais (…), é o que nos permite se sentir em casa no mundo”. Por isso, o desafio dessa Bienal é estimular a experimentação sem cair na elaboração de soluções abstratas para problemas sociais, é “ver se a arquitetura, pela experimentação do mundo real, pode oferecer algumas formas concretas ou imagens sedutoras”.


Em todos os pavilhões estão pulverizadas instalações locais específicas, manifestos utópicos, distópicos ou visões heterotópicas, todas de certa forma defendendo uma arquitetura além dos edifícios. No pavilhão da França, batizado de “GénéroCité”, a Triptyque está representada por dois projetos, o prédio da Rua Harmonia, já finalizado e o da Rua Fidalga, em construção. Ambos foram enquadrados nos projetos que privilegiam “o generoso sob a genérico”, que é a proposta do pavilhão. A curadoria do pavilhão é do coletivo French Touch, um grupo formado por uma nova geração de arquitetos franceses que inventam com otimismo uma arquitetura contemporânea.

Anúncios

Written by AllexInCasa

setembro 23, 2008 às 1:18 pm

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. isso fica no Brasil?

    Zeze

    setembro 23, 2008 at 8:04 pm

  2. e os “tripy” se apresentaram como brasileiros ou franceses ?

    visitante !

    setembro 25, 2008 at 12:23 pm

  3. Olá, preciso pesquisar este edificio para um trabalho da facu, será que você teria o site de um dos arquitetos? pois eu n encontro…

    Muito Obrigada

    Ana Cristina

    março 13, 2010 at 9:56 am


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: