AllexInCasa: pra quem sempre volta pra casa

Just another WordPress.com site

Pé de arte

with 4 comments


Se estivessem na vertical, enquadrados por uma moldura qualquer, os trabalhos de Jürgen Dahlmanns se passariam fácil por arte contemporânea. Deitadas sobre o chão, essas pseudo-telas logo denunciam o uso: são tapetes. Holandês radicado na Alemanha, formado em ciências políticas e arquitetura, o artista chegou a atuar em projetos de expressão, como o complexo cultural MuseumsQuartier, em Viena, na Áustria. Mas com 20 e poucos anos, durante uma ego-trip pelo Nepal, deu com a arte da tapeçaria tibetana e teve o insight. Diploma de um lado, sonhos do outro, correu o mundo e dissecou o assunto, até desenvolver a própria técnica.

Mantendo a tradição artesanal na confecção, mas abastecido pela força cosmopololita e vanguardista de sua Berlim, Dahlmanns desenvolveu um estudo de cores e padrões que colocam sua produção no limite entre a arte e o design, com materiais especiais (lãs e sedas de alto padrão) combinados à manufatura rústica que garante a pluraridade do conjunto e a exclusividade de cada modelo.

Não crio repetindo padrões, mas reproduzo a vida e a cor”, conta. O efeito visual passeia pelo abstracionismo, passa pelas figuras lúdicas e pelo pop, brinca com a street art e com a escrita em frases estilizadas. “Nossos tapetes são malcriados e inteligentes. A mesma combinação que admiro nas pessoas”, provoca.

Tramados no Himalaia, nó a nó, os tapetes têm um processo de produção demorado: podem levar até quatro meses cada, o que só acentua a personalidade do produto. E foi exatamente essa característica que chamou a atenção da By Kamy (www.bykamy.com), que traz com exclusividade para o Brasil as criações de Jürgen Dahlmanns, na exposição Love Stories, em cartaz até o final de julho. “Ele desenha seus croquis à mão, como se fosse uma pintura. Depois, concretiza sua forma com matérias-primas ecologicamente corretas. Tudo é tecido em ponto fino, como são os melhores tapetes orientais. O efeito final parece um desenho, mas na verdade tudo é tecido à mão”, explica Kamyar Abrarpour, que descobriu o trabalho do artista numa feira em Frankfurt, há cerca de quatro anos. “Ele é ousado e original, é alta-costura tapeceira. E é isso que nos interessa nas exposições que realizamos, como já fizemos com grandes designers como Teddy Summer ou Behrouz Kolahi”, finaliza. Enfim, arte aos seus pés.

Anúncios

Written by AllexInCasa

maio 12, 2009 às 11:30 am

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. eu quero este cara genial e todos os tapetes para mim !!! incríveis e que mão de obra

    tissy

    maio 13, 2009 at 4:10 pm

  2. Hehehehe… Eu tb quero! Mas o metro quadrado sai por R$ 2 mil… É mole?

    bjs,

    Allex Colontonio

    maio 13, 2009 at 7:38 pm

  3. Allex, mudando totalmente de assunto…é verdade que a nova administração da Casa Cor vai restringir completamente a cobertura ao evento?

    Bjs

    Paula Castro

    maio 15, 2009 at 9:06 am

  4. Eles são maravilhosos… realmente são peças preciosas como quadros….

    leka

    junho 3, 2009 at 11:02 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: