AllexInCasa: pra quem sempre volta pra casa

Just another WordPress.com site

Brazilian day

with 12 comments

r20thcentury-5
Mesa de Zanine, 1965; espelho de jacarandá anos 50, autor desconhecido; móvel de John Graz, anos 50

Por falar em Hugo França, o Brasil dá mais uma mordida na Big Apple. A R 20th Century (www.r20thcentury.com) de Nova York, anda engrossando o seu acervo de design tupiniquim com os clássicos de sempre (Zanine, Tenreiro, John Graz, Sergio Rodrigues) e novas apostas (Hugo França, Julia Krantz). Não é de hoje que os gringos a-d-o-r-a-m as nossas criações – e nem me refiro ao pau-brasil pilhado pelos portugas na gênese da pátria amada. O fato é que muito além de folclore, praia, futebol, carnaval e café, nós também exportamos design. Não é para menos: temos madeira da boa, contenção nas linhas, calor tropical e sofisticação modernista, desde os anos dourados. Acabo de bater um papão a esse respeito com o Fabrizio Rollo, nossa enciclopédia viva de estilo. Veja as suas impressões:

r20thcentury-4
Chaise de Julia Krantz, de 2005; mesa de Joaquim Tenreiro, 1965

“O forte do mobiliário moderno brasileiro está nas décadas de 50 e 60, porque é quando a nossa arquitetura passou a ter peso no país enquanto característica cultural – e o mobiliário acompanhou essa evolução. Nomes como Tenreiro, em sua carreira solo, começaram a ter mais liberdade de criação e assim traçaram os primeiros móveis ‘bacanamente’ modernos, reconhecidos por aqui, mas só muito recentemente valorizados lá fora. De poucos anos para cá (talvez uns 10) é que rolou um boom e o mundo começou a olhar para nós nesse sentido, garimpando coisas no Brasil. Daí pioneiros como Sergio Rodrigues, Ricardo Fasanello, Jorge Zalszupin, alcançaram o devido valor de seu trabalho. Foi um reconhecimento tardio.

r20thcentury-3
Par de poltronas de Juliana Mafatti, 1958

Esse mobiliário nasceu da necessidade de uma arquitetura que impulsionou os designers, artesãos e criadores a trabalharem novas formas que deixassem o velho e o tradicional de lado para investir no moderno, em sintonia com a nova visão arquitetônica que se esboçava. O nosso momento áureo no século 20, tanto para aquitetura quanto para o design, é casado; porém a arquitetura deslanchou e o mobiliário ficou de escanteio. Não à toa, grandes arquitetos contemporâneos que buscam ou têm padrões estéticos inspirados (total ou levemente) nesta arquitetura moderna, têm a necessidade de usar mobília específica muitas vezes criada para casas modernistas ou concretistas desta fase, por falta de um mobiliário compatível… Depois de um longo hiato, vieram então novos criadores – e com eles, de certa forma, um olhar mais atento para o que havia sido feito até então…”, diz.

r20thcentury-2
Set de cadeiras de jacarandá de Joaquim Tenreiro, anos 60

Trocando em miúdos: Yes, we have design! Bom saber que enquanto os Campana puxam o cordão da vanguarda brasileira lá fora (alguém aí já viu a expo-retrô dos caras no Vitra Design Museum? Vou contar tudo aqui, dia desses…), seguidos por nomes quentíssimos como Rodrigo Almeida (já mandei ficar de olho nele, né?), nossos veteranos fazem e acontecem. Fabrizio dá o exemplo: “Dois anos atrás, numa das minhas visitas a Tefaf, feira de Maastrich, na Holanda, que reúne o que há de melhor em mobiliário no mundo, fiquei muito feliz em ver que uma galeria belga colocou uma poltrona do Jorge Zalszupin entre gigantes como Hans Wegner e Gio Ponti”. Que nossos criadores carimbem cada vez mais seus passaportes!

r20thcentury-1
Banco de Hugo França, 2007

Anúncios

Written by AllexInCasa

outubro 28, 2009 às 7:22 pm

Publicado em Design

Tagged with , ,

12 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Não deixamos nada a dever aos nórdicos. Muito bom!

    André

    outubro 29, 2009 at 1:16 am

  2. Ooba, viva a historia do design brasileiro !!!!

    rodrigo almeida

    outubro 29, 2009 at 2:25 am

  3. e obrigado Allex ; -)

    rodrigo almeida

    outubro 29, 2009 at 2:26 am

  4. Esses caras sabem o que estão fazendo. Realmente concordo com o colega la de cima: nosso design não deixa nada a dever a ninguém.

    Diego Mucazza

    outubro 29, 2009 at 9:55 am

  5. Puxa, a galera manda bem mesmo…

    Outras coisas bacanas pra house aqui tb: http://www.whatiscoolforyou.com.br/search/label/COOL%20HOUSE

    Amanda

    novembro 4, 2009 at 12:53 pm

  6. Muito bom ver o Brasil acontecendo lá fora

    Vania Macedo

    novembro 4, 2009 at 1:40 pm

  7. Muito bom ver o Brasil acontecer lá fora.

    Vania Macedo

    novembro 4, 2009 at 3:02 pm

  8. muito boa a qualidade 100% made in brasil

    Vera Pacheco

    novembro 7, 2009 at 10:51 am

  9. sou fan do Tenreiro

    Mathias

    novembro 7, 2009 at 10:52 am

  10. Esse Blog é muito ótimo, só não descobri como mandar um e-mail pro Allex

    Fernando Prado

    novembro 26, 2009 at 9:55 am

  11. Primo simplesmente maravilhoso se blog. beijos…..tim tudo de bom, tudo muito lindo e de bom gosto.

    kleute

    novembro 26, 2009 at 1:25 pm

  12. Olá, gosto muito de decoração. E adoro seu blog. Sempre passo por aqui.

    Um abraço.

    milena

    março 14, 2010 at 10:45 pm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: